Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Análise da concorrência: como fazer em 3 passos

Tão importante quanto conhecer bem o seu negócio é saber como analisar sua concorrência.

No Brasil, grande parte dos empresários conhecem bem as suas empresas, mas não tem conhecimento acerca do mundo de negócios na totalidade, e isso pode comprometer a sobrevivência do negócio no mercado.

Se você conhece o seu inimigo tão bem como a si mesmo, você não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você conhece a si mesmo, mas não conhece o seu inimigo, para cada vitória conseguida você sofrerá uma derrota. Se você não conhece o inimigo nem a si mesmo, você sucumbira em todas as batalhas.”

(Sun Tzu; 1981 apud Hooley, Saunders; 1996).

Por isso, é importante conhecer as forças e fraquezas dos seus concorrentes para estimar suas ações futuras e construir uma vantagem competitiva diante deles.

Essas e outras informações são possíveis de se obter através de uma Pesquisa de Mercado.

E um dos elementos principais que durante essa pesquisa é a análise competitiva, que é o que vamos falar neste post.

Então, se quiser entender como analisar seus rivais da forma correta, acompanhe o conteúdo.

O que é a análise da concorrência?

A Análise de concorrência é uma perspectiva da pesquisa de mercado que consiste em coletar dados relevantes dos seus concorrentes, de maneira que você possa acompanhar, analisar e comparar seus resultados.

Muitos empresários acham que estudar o concorrente pode ser uma perda de tempo, espionagem ou sinal de fraqueza, pois seu único foco deve ser seu próprio negócio.

Porém, há uma diferença enorme entre atividades como espionagem e análise competitiva

O estudo da concorrência, quando feita de maneira correta, só traz benefícios para o seu negócio, pois você poderá identificar porque alguns clientes escolhem a concorrência.

Com isso, você pode definir como se diferenciar e ganhar vantagem competitiva diante dele, além de enxergar possibilidades de melhorar o seu negócio.

A análise é um processo contínuo, envolvendo as principais questões a identificação dos pontos que te diferenciam da concorrência, como, por exemplo:

  • Localização
  • Preço
  • Comunicação
  • Especialização
  • Produtos ou serviços com qualidade superior
  • Atendimento personalizado.
  • Identificação das necessidades dos clientes que não vêm sendo atendidas pelos concorrentes.

3 passos para fazer uma análise de concorrência efetiva

1. Identifique seus concorrentes

Toda empresa tem concorrentes, por isso, defina quais são as principais empresas similares ao seu negócio e que podem estar competindo diretamente no seu nicho de mercado.

“A faixa de concorrente real e potencial de uma empresa é na verdade bem mais ampla. Uma empresa está mais propensa a ser atingida por novos concorrentes e novas tecnologias do que por concorrentes já existentes.”

Kotler.

Para facilitar, divida seus rivais por tipos de concorrência, que podem ser:

  • A concorrência direta é composta pelos bens que possuem uma mesma faixa de preço, demanda semelhante e público-alvo similar.

    A Coca-Cola e a Pepsi são bons exemplos de concorrentes diretos.
  • Já os concorrentes indiretos, são bens que, a depender de fatores como a demanda e o preço, podem concorrer com o seu produto ou serviço.

    Um bem substituto para o caso da Coca-Cola e a Pepsi pode ser a água ou sucos prontos.

2. levante informações relevantes sobre seus concorrentes

Após a definição das empresas que você vai analisar, chega a parte principal do processo: a coleta de todas as informações relevantes dos concorrentes.

Lembre-se: o que você quer saber do concorrente depende da sua necessidade, mas em qualquer situação, é importante que se faça um mapeamento dos pontos fortes e fracos deles.

Para fazer uma boa análise é indicado que se faça o uso de algumas ferramentas e estratégias, isso o auxiliará a não perder o foco nesse processo.

Por isso, vamos listar as que consideramos principais você saber, lembrando que uma estratégia complementa a outra, ou seja, podem ser usadas em paralelo para captar ainda mais informação:

Cliente oculto

O método de pesquisa do Cliente Oculto consiste em se passar como cliente de uma determinada empresa a fim de descobrir informações que não estão em meios mais práticos (como a internet) e analisar a qualidade dos serviços de uma forma mais fidedigna.

Porém, o que deve ser considerado quando adotada a pesquisa por cliente oculto depende do seu foco e da empresa que está sendo avaliada.

Mas, normalmente são levantados pontos como:

  • preço;
  • atendimento;
  • facilidades do local;
  • poder de barganha;
  • qualidade.

Esse método é fundamental para quem tem uma quantidade relativamente pequena de empresas a serem avaliadas, devido à burocracia desse processo, já que ele requer bastante cuidado, locomoção e tempo.

Análise Digital 

A análise de como a concorrência realiza sua comunicação através do marketing digital é uma das partes mais importantes da análise de concorrentes.

Afinal, o meio digital é algo que vem crescendo muito e, provavelmente, é onde todos os seus concorrentes estão presentes.

Porém, graças às ferramentas que temos hoje em dia na internet, é possível fazer essa análise de maneira minuciosa sem que a empresa avaliada saiba que está sendo.

O que deve ser avaliado?

  • Presença nas redes sociais: observe se há uma tendência na escolha das redes em que a concorrência se faz presente.
  • Estratégias adotadas nas redes sociais: veja a frequência com que postam, qual o nível de interação com o público, quantas curtidas, comentários e compartilhamentos têm em cada publicação.
Ferramentas para análise competitiva digital
  • SocialBakers: Essa ferramenta permite a análise e mensuração de dados em redes sociais, tais como, Facebook, Twitter, Youtube, Linkedin e Google+.
  • SimilarWeb: é uma das principais ferramentas de análise da concorrência utilizada para estudar um site, aplicativo ou uma plataforma.

    As melhores marcas a usam porque ela é versátil e fornece uma percepção precisa de qualquer site escolhido.

    Através da análise é possível comparar o total de visitas, o tempo médio de duração das visitas no site, a média de quantas páginas são visitadas por cada visita e a taxa de rejeição.

3. Analise seus Concorrentes

Agora, você já tem todas as informações necessárias, e com certeza deve ter observado alguma tendência ou até mesmo ter feito alguma espécie de análise durante o processo de coleta de informações.

Mas, para poder deixar algo documentado e definir suas estratégias, é preciso cruzar todos os dados que você obteve até agora.

Para te ajudar nesse processo é indicada a Análise SWOT, que é uma ferramenta segmentada em 4 partes:

  • forças;
  • fraquezas;
  • oportunidades;
  • ameaças.

Por oferecer uma análise do cenário interno e externo, compilando tudo em uma matriz e facilitando a visualização das informações, é bastante aplicada no planejamento estratégico.

Conclusão

Depois de concluída, a análise da concorrência irá te proporcionar uma visão ampla do mercado, com conhecimento de tendências e melhores práticas entre seus concorrentes.

Com isso, você poderá adotar práticas e estratégias que irão destacar sua empresa no mercado, e assim, atingir resultados ainda mais expressivos.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Se inscreva na nossa newsletter

Fique por dentro dos melhores e mais atualizados conteúdos sobre gestão e leve sua empresa para um novo patamar. É simples, digite seu nome e e-mail abaixo: